UMA VELHINHA DE ÓCULOS, CHINELOS E VESTIDO AZUL DE BOLINHAS BRANCAS - RICARDO AZEVEDO

 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Nessa história, seis amigos que moram na mesma rua vêem uma senhora velhinha sair de casa. Não sabem nada sobre ela, a não ser uma ou outra coisa que pode ser observada à distância. Sabem, por exemplo, que a velhinha às vezes sai de casa acompanhada de um velhinho de nariz meio torto e que eles vão andando pela rua, nos fins de tarde em que não chove nem faz frio. E o que mais?
Na falta de informações objetivas, cada um dos seis amigos imagina como é a velhinha, que tipo de vida ela leva, o que fez quando era moça, como passa o tempo dentro de casa etc. Cada um conta a sua versão da história, isto é, embora todas elas tenham pontos em comum, nenhuma se repete, nenhuma é igual à outra. Para um dos amigos a velhinha parece uma escritora de livros infantis; para um outro ela é dona de casa; para um terceiro, tem cara de atriz. Cada um deles tem um modo de ser e de imaginar; cada um deles tem um ponto de vista - e é por isso que uma mesma velhinha pode parecer tantas coisas ao mesmo tempo.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características